quinta-feira, 3 de maio de 2012

[REVIEW] Gossip Girl - 5x22 - Raiders of the Lost Art


Flagrada: S. trabalhando como agente dupla.



Não tenho palavras para explicar a minha felicidade com o episódio dessa semana de “Gossip Girl”. Desde a semana passada, disse que provavelmente veríamos a série voltar as suas origens muito em breve, e foi isso o que presenciamos. Gossip Girl sendo uma série gostosa de assistir, com segredos, intrigas, e claro, fofoca. Mas o mais importante de tudo e o que sempre foi marca registrada da série: Os protagonistas trabalhano JUNTOS em armações.


No episódio passado, disse que a trama estava tomando rumos absurdos, e cheguei a comentar que uma das minhas teorias era que Bart Bass estava vivo. Enquanto “The Secret Circle” resolve ressuscitar personagens recentes, GG na mesma semana emprestou o roteiro acessando o “fórum CW de roteiros compartilhados – onde compartilhar não é plágio”, mas aperfeiçoou a história e mostrou que é mestre em twists e quem treinou muito com Daiane dos Santos, e não vai ser qualquer série novata que vai tirara esse seu título de ginasta. Sério galera, as vezes começo a acreditar mesmo qeu os roteiristas da CW compartilhem idéias, porque não é possível que NA MESMA semana ambas as séries resolvam ressucitar personagens. Mas os produtores abusaram, E CINCO, repito, CINCO ANOS DEPOIS, resolveram ressuscitar o canalha pai, Bart Bass. Toda vez que pensava nessa teoria, já me imaginava soltando gargalhadas na frente do computador de tão ridículo e forçado que isso iria parecer, mas esses produtores, cretinos que só eles, me fizeram AMAR toda essa parafernalha que armaram em suas cabecinhas criativas.

Principalmente pelo fato de todos os personagens interagirem em um único foco, fazendo aquelas armações tão conhecidas e como sempre lideradas por Blair. Para ficar mais perfeito, só faltou Georgina para ajudar, mas parece que a bitchzinha pegou gosto pelas terras da Europa e não vai voltar tão cedo. Se bobear, até casou com Louis e está por lá tomando uns bons drinks no palácio real. Anyway, esse episódio foi bem movimentado, e tivemos até Sereninha TENTANDO trolar todos e trabalhar como agente dupla, para tentar proteger sua identidade de Gossip Girl. Sereninha minha filha, não, você ainda não é inteligente suficiente para isso. Sua vida de Salt acabou cedo, e enquanto ela tentava tapear os próprios amigos  para que eles não descobrissem toda a falcatrua por trás de Diana Payne, que não é a mãe de Chuck – essa história acabou por aqui, né produção? – quem foi trolada foi ela, que teve que voltar a trabalhar para a “galerinha do bem”, e ainda foi trapaceada pela própria irmã que deu login, password e perfil do facebook, digo, do blog, de volta para a original, única, linda&absoluta Sthefany Gossip Girl.

Falando nela, é incrível como tudo nessa temporada tem girado em torno daquela que se formos analisar bem, é a real protagonista da série, né?  A blogueira depois da terceira temporada não passava de uma narradora, e ninguém mais tinha curiosidade de saber sua identidade. Mas se nessa temporada tivemos alguma personagem central, sim, foi ela!  E é inevitável dizer que mais do que nunca estamos LOUCOS para saber quem é a a Nelson Rubens do Upper East Side, que recusa imitações. Quem não sentiu um friozinho na barriga quando Serena quase descobre quem é ela?


Nesse episódio novamente tivemos uma crise #Dair, de Dan talvez duvidando que Blair o ame tanto como ele a ama. Morri de dó do Lonely Boy quando ele solta o primeiro “eu te amo”, todo vulnerável, e Blair não o responde. Qual é, Blair? Não vai acabar com as expectativas dos shippers de plantão né?  Acho qeu o fato dela não ter declarado o seu amor seja só insegurança, mas Dan deixou uma oportunidade incrível de carreira para ficar com Blair, então espero que ela não o desaponte, se não o pau vai comer! Sei lá, me identifico TANTO com Dan que o negócio é mais ou menos Márcia Goldschmidt: Mexeu com você, mexeu comigo!

Para nossa tristeza, tivemos muito envolvimento de Blair&Chuck nesse episódio, não de uma forma romântica, claro, mas os dois juntos sempre me deixam com um pé atrás. Mas confesso que foi legal o envolvimento dos dois, que podem não funcionar como casal, mas são ótimos em trapaças e isso é inegável. Falando nesse núcleo, o que foi Blair encarnando a Diana Payne? Leighton Meester, mais uma vez vou dizer: EU TE AMO! A roupa, o sotaque, tudo de uma forma impecável, como só Meester sabe fazer!!

Entre trapaças, agentes duplos e esquemas, o final da trama foi parar no lugar mais inusitado de todos, mas tendo em vista que envolvia o sobrenome “Bass”, o local para o chazinho da noite até que foi bem coerente: Um bordel de luxo. Agora imaginem Blair, vestida de Diana Payne, em um BORDEL! Quer coisa mais inusitada? Diana Payne agora revela o motivo de ser ninfomaníaca: Ela é cafetina nas horas vagas, e ao lado de ninguém mais ninguém menos do que Jack e Bart Bass. Espero muito pelo episódio seguinte e quero também uma explicação plausível sobre o motivo de toda essa armação de Bart deitando, rolando, dando a patinha e se fazendo de morto. O que foi todo aquele clima de mistério? Mais parecia que estávamos em uma sociedade secreta, maçônica, da tráfico de mulheres ou seja lá o que exista de mais bizarro nesse mundo. Aqueles três escondem muito mais do que imaginamos e parece ser algo grande. Algo que talvez só a fianle irá revelar!





“They say in life there are two sides to every story. But on the Upper East, we always have three. There’s his, hers… but the most important is always mine.” (Gossip Serena) – Mitologia de GG traduzida em uma única frase. Palmas para os produtores!!!!!




P.S: Um Emmy para Dorota de espiã!


4 comentários:

  1. Mas detalhado do que no próprio episódio rs Parabéns cara! Eder K.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu. Eder! Veja mais de nossas reviews! ;)

      Excluir
  2. Muito bom mesmo GG! Agora quero ver o desenrolar da história toda! A todo episódio gosto mais da Lola, mas prefiro a Ivy. Não sei pq, mas a Ivy conquistou meu coração! rsrsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estoua dorando a Lola, e gosto da Ivy também. tenho muita pena dela, e espero que ela recupere a fortuna de volta! Nada mais justo! u.u

      Excluir