segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

[REVIEW] Once Upon a Time – 3x11 – Going Home


Só quero saber como se sobrevive até março com uma winter finale dessas.


O episódio começou tão mais ou menos, com umas cenas tão bobas, que fiquei me perguntando como é que Os Dois Idiotas iam fazer pra sair por cima da carne seca nessa primeira metade da temporada. Fiquei torcendo pro episódio melhorar e ficar fodão. Agora, depois de ver aquele final destroçador de corações, eu só queria não ter torcido tanto.

Mas vamos devagar, partes por partes, na ordem bonitinha do episódio. A primeira cena, Henry-Pan e seu pombo depenado Felix estavam lançando a nova maldição; daqui só quero comentar a ótima e infelizmente a última atuação do Jared como Pan, e o cheiro de rosca queimada que subiu durante a cena. If you know what I mean. Da contraparte, a cena dos nossos queridos macumbeiros de plantão (porque um povo que se reúne num cemitério pra planejar magia não pode ser outra coisa né?), eu particularmente amei o espírito de família ali, mesmo nos paranauê, e o fato da minha Tink estar marcando presença.


Próxima cena digna de ser comentada é o flashback de Neverland com meu Hook e o Mr Smee (pPensei que nunca mais ia ver a criatura! Legal essa referência) trombando com a minha Tinkerbell. Nessa cena tive mini-infartos sucessivos porque se antes eu shippava um pouco Tinker&Hook, nessa cena eu já comecei a fazer a lista de convidados do casamento deles. A química ali é inegável! Eu nem ouvi o que eles estavam conversando porque fiquei só gritando “beija logo poha! beija! BEIJAAAAA!”.

Na sequência, a cena deles tentando se livrar da Shadow e pegar a varinha da Black Fairy. A cena em si foi muito mal feita, não me passou adrenalina nenhuma, e pfv, foi muito fácil derrotar essa Shadow! Apesar de ter me rendido certas interações que valorizo pacas (#CaptainCharmingFeels), a cena foi muito forçada, fizeram de qualquer jeito só pra finalizar os plots da Shadow e da Tinkerbell recuperando a magia dela (btw, amei os closes que deram na carinha dela, os olhos da criatura são perfeitos gente!). E minha gente, SÉRIO QUE A MALDITA DA BLUE FAIRY VOLTOU À VIDA? SÉRIO MESMO? FOR REAL? Ai que ÓDIIIIIOOOOOO!!! Puta que pariu. Eu tava tão feliz por ter me livrado desse capeta, mas o cão volta pra assombrar. Não sei por que trouxeram a vaca de volta, ninguém do fandom suporta essa maldita.



Seguindo em frente, tenho que comentar que a Regina ainda está #xatiada por causa bracelete anti-magia. Eu ri um pouco dessa cena; a Queen dando uma leve fuzilada no Hook dizendo “I haven’t forgotten about all that, by the way”, e ele só olha pra ela, não exatamente arrependido, mas ao menos um pouco respeitoso. Mas bom mesmo é o leve sorriso da Emma de “oh snap” hahahahahahahaha.


Próxima cena que quero comentar é o flashback de 2011, só porque o Jared cresceu 5 metros e engrossou a voz e não está nadinha parecido com o Henry que conhecemos em 2011; ficou muito estranha essa cena. E fiquei mais curiosa ainda em saber como foi que aquele livro apareceu “do nada” nas coisas da Maria Margarete.

Entrando na parte badalada do episódio temos Henry de volta no corpo dele indo de encontro à família. Cena linda demais! As carinhas de Regina, Emma e Henry; o moleque ingrato falando “mom” e “mama” (ele tem um nome para cada mãe, gente, olha que lindo! Só resta saber qual é qual, haha); e para alegria do meu coração de shipper, a Emma meio encostada na Regina enquanto elas babavam a cria delas. Aliás, o Fandão sobreviveu a esse episódio? Porque Swan Queen reinou absoluto! #hatersgonnahate. Na sequência dessa cena mesmo tem mais Swen pra alegria da Nação; Regina desmaia, Emma se desespera gritando pela Queen e quando esta acorda, qual o primeiro nome que ela chama? Emma. Não Henry, Emma. Mas enfim, só achei que seria um detalhe interessante de se apontar. muahahahahahahaha TÁ PAREI

Agora cheguei numa das cenas mais fortes e decisivas do episódio: Pan x Rumplestiltskin. Achei essa parte muito foda; não ficou uma cena 100% porque teve uns momentinhos que poderiam ter sido cortados ou reescritos pra adicionar um drama menos bobo. Mas aquela sequência em que o Dark One enfia a adaga no Pan e ele volta a ser o Papa do Rumple, essa ficou impecável. A qualidade da atuação do Robert ali foi outro nível. Não que ele já tenha sido ruim alguma vez nessa série, mas eu particularmente amei essa cena. A proximidade dos atores ali é muito intimidadora, eu me perderia fácil se fosse um deles; mas os caras são profissionais né, se saíram esplendorosamente bem. Quando o Rumple diz “ah, but I’m a villain. And villains don’t get happy endings” eu apenas me arrepiei todinha três vezes seguidas. Agora sobre a suposta morte do Rmplestiltskin: I ain’t buying it. Sério, me recuso a acreditar que ele morreu. Não me importa porra de profecia sobre um garoto sendo a ruína dele, não me importa se não teve como ele sobreviver. Simplesmente não acredito que ele morreu. Não dá. Continuo odiando o personagem, mas tenho plena consciência do quanto ele é foda e não existe OUAT sem ele, então não acredito que tenham mesmo o matado. Até porque todo mundo sabe que matar Rumple, Regina ou Hook é dar um tiro no pé, Os Dois Idiotas não seriam tão idiotas assim. Vão arranjar um jeito de trazer o velho de volta, até a maldita da Blue Fairy ressuscitou, o Dark One vai morrer? Nope, Rumple não morreu. Apenas me recuso.

Enfim, seguindo em frente, gostei bastante dos segundos que sucederam a “morte” (sim, vou usar aspas, nem ligo) de Rumplestiltskin. A forma como o acontecimento abalou todo mundo foi massa; a Belle no chão se acabando de chorar, o Neal tentando aceitar, o Hook respeitoso, Snowing e Emma em shock, e Regina ariada da vida. Gostei particularmente da reação da Queen, porque mostrou a profundidade da história desses personagens. Regina e Rumple sempre tiveram uma relação complicada, mas de qualquer maneira tinham uma relação; décadas de convivência, mesmo não sendo das melhores, e porra, parte do que a Regina é foi o Rumple que fez. Então achei muito digno colocaram a Queen pra ficar abalada com a “morte” do Dark One também (amei a Snow perguntando se ela estava bem e ela responde “I’m fine”, que é o mantra de quem não está bem), e elogio como sempre a flawless atuação de Lana Parrilla aqui.

Gente, o Grumpy é o anunciador oficial de maldições, é? Achei desnecessário isso, sei que a ideia foi fazer referência, mas achei totalmente dispensável. E também estava achando dispensável aquela suposta destruição de Storybrooke, porque até então eu não estava acreditando que a história ia vingar. Achei que seria como na season 2 finale, que SB ia chegar perto de sumir do mapa mas eles iam salvar todo mundo no fim das contas. Por isso até aquele momento em que a Regina conta pra geral qual o preço da maldição eu estava levemente chateada achando que Os Dois Idiotas estavam repetindo plots.

Honestamente, até a cena em que eles são engolidos pela fumaça eu não estava acreditando que aquilo tudo estava acontecendo. É claro que me emocionei horrores quando eles estão tentando convencer a Emma a fugir com o Henry, aquela linda se recusando a ir embora e deixar a família pra trás. É óbvio que me emocionei horrores com as despedidas na linha da cidade; Emma e Neal, Emma e Hook, e especialmente, Henry e Regina. Mano, aquele moleque ingrato finalmente pedindo desculpas pra Queen, dizendo que ele devia ter ficado com ela na maldição e nunca ter ido atrás da Emma, finalmente reconhecendo e mostrando claramente pra Regina que ele a ama de verdade e que ela é sim mãe dele, que ele sabe disso. Quando ela repete as palavras do Rumple pra ele e o garoto diz “you’re not a villain. you’re my mom”, a lágrima saiu quente do meu olho de tão grande que era a vontade de chorar.

Agora vou tirar algumas linhas para falar especificamente da relação Emma e Regina. Não se preocupem, vou controlar o swen por aqui, vai ser só uma análise de evil duckling (pelo menos essa é a intenção, haha). Na minha reviewdo episódio 03 eu dediquei dois parágrafos pra uma análise geral da relação Emma/Regina, e mencionei ali o quanto elas se respeitam e que a Savior é a única pessoa em quem a Queen confia pra cuidar do Henry. De todas as vezes que Regina se propôs a se sacrificar pelo filho, ela o fazia porque confiava na Emma pra cuidar do garoto, e isso aconteceu de novo na winter finale. Mas o mais lindo de se ver é que dessa vez é diferente, dessa vez Regina não apenas entrega o filho nas mãos da ex nêmeses, ela entrega de bom grado e ainda alivia a dor da outra. Isso mostra a profunda evolução da relação entre as duas personagens. Se na minha review do 3x03 eu apontei que as duas não eram amigas, hoje tenho a felicidade de dizer aqui que acredito fielmente que elas são sim amigas. Não é só respeito, não é só gratidão, não é só confiança; depois da imensa quantidade de lágrimas derramadas e a aquele clima deprê na despedida das duas, depois da Regina pegando a mão da Emma e prometendo memórias felizes pra ela, só posso acreditar que existe sim um profundo afeto entre as duas. Elas evoluíram individualmente e passaram por muita coisa juntas, isso aproxima demais duas pessoas. Não existe mais ódio ali (aliás, acho que nem entre Snow e Regina existe ódio; talvez um pouco de ressentimento, mas não ódio ou algo tão sério), afinal elas são família, e nesse episódio tudo que consegui ver nos olhos das duas qual ao se encararem era carinho. E meu coração de shipper é guerreiro, morri em todas as cenas SQ e só ressuscitei na esperança de ver mais.


Mas enfim, voltando à minha descrença, eu assisti essas cenas e chorei e talz, mas ainda não estava acreditando que aquele plot ia vingar. A ficha só caiu pra mim quando eles voltaram pra aquele flashback da Emma parindo e aí passa ela pedindo pra ver o Henry. Aí quando aparece aquele letreiro “one year later” eu já estava me debulhando em lágrimas, ainda meio chocada com tudo e querendo não acreditar. Assisti aquela cena da Emma e o Henry no apartamento em New York totalmente em negação. Cena linda, btw, quando consegui revê-la sem chorar percebi isso (JMo linda de matar com seus cachos dourados e as sardas fofíssimas no nariz). Mas a verdade é que ainda não consegui conceber 100% a veracidade daquela cena, não consigo conceber que eles já passaram um ano nessa nova vida, sem lembrar de porra nenhuma. Não consigo conceber que o Henry não lembra que ele foi criado por outra mulher por 10 anos, que a Emma não lembra de ter se mudado pra um cidadezinha parada no tempo e ter virado sheriff, que nenhum dos dois lembra que são de uma família cheia de personagens de contos de fadas. Isso é surreal. Esse final é surreal, é impossível acreditar que isso tá acontecendo. Apagar Storybrooke e duas temporadas e meia da cabeça dos protagonistas? Puta que pariu. Estou me sentindo na quarta temporada de Fringe de novo.


E o pior é que só quem esqueceu tudo foram Henry e Emma, o que quer dizer que os outros voltaram pra Enchanted Forest lembrando que perderam a família. Isso significa que Regina passou um ano sem o Henry, sem ter a menor ideia de onde ele está e como ele está? Gente, isso é outro nível de crueldade. Isso não se faz mano, Os Dois Idiotas se superaram na escrotagem aqui. Ao mesmo tempo que reverencio a ousadia dos produtores por fazerem isso, estou sendo consumida por uma ira sem fim e um desejo de esfregar Adam e Eddy num ralador de queijo.



Sei que vão dar um jeito de contornar isso, que vão fazer Emma e Henry lembrarem, porque eles têm que lembrar. Mas até lá vou ficar nesse martírio, imaginando o sofrimento da minha Queen, e isso não é romântico. Sem contar a curiosidade consumindo de saber como diabos o Hook saiu da Enchanted Forest e encontrou a Emma em NY, e o que diabos está acontecendo na Enchanted Forest nesse meio tempo! Argh! Esse final foi foda demais, e vai me assombrar até 9 de março de 2014. Aliás, alguém me aponta de quem foi essa ideia maldita de colocar um hiatus desse tamanho que é pra eu esfregar no ralador de queijo também. Você não pode fazer um episódio desses, com um final desses, e aí deixar os fãs esperando três fucking meses por um novo episódio. Repito, isso é outro nível de crueldade. É bom esses produtores se esconderem bem durante esse hiatus, porque estão na minha blacklist. O que nos resta? Rever as duas temporadas e meia (porque ao contrário de Henry e Emma nós vamos lembrar de tudo) e dar replay no promocional até o botão explodir.



Do promocional:

- Teremos Phillip e Aurora na volta da série. Eca.
 - Teremos Regina com os Charmings. Imagino se eles vão reinar juntos lá na Enchanted Forest, afinal todos têm direito ao trono.
- Parece que Emma vai reconhecer o apanhador de sonhos de novo. To louca pra ver o contexto disso.
- Temos no promo cenas dos personagens de contos de fadas no nosso mundo. A da Regina jogando alguma coisa no escritório dela de prefeita pode ser que seja flashback de Storybrooke, mas a da Belle perguntando pra Emma se ela sabe quem amaldiçoou eles tem que ser pós Maldição 2.0 por motivos óbvios. Sem contar a do Dr Whale que também tem que ser pós Maldição 2.0 porque o Robin Hood aparece lá atrás, e sabemos que ele não estava em SB e sim na EF durante a primeira maldição. Yes, o promo mais confundiu do que explicou.
- Elphaba é a nova vilã, e to super empolgada porque amo a Rebecca Mader, só vejo essa mulher fazendo vilãs e ela sempre ahaza. Será se a Elphaba vai conseguir recuperar a Maldição e vai lançar de novo? Será que é assim que eles vão voltar pro nosso mundo e a Emma vai achar eles, e as cenas do tópico anterior serão justificadas? PQP, ONDE CLICA PRA PULAR OS PRÓXIMOS 83 DIAS?!




Até março de 2014, oncers! Espero que possamos sobreviver a este período de abstinência! ;)


14 comentários:

  1. Nossa realmente foi demais esse episódio, não vi a promo, mas fiquei ansiosa agora, tomara que a Regina encontre o Robin Hood pra ficar mais felizinha com o amor da vida dela segundo a Sininho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU TAMBÉM! *-* inclusive na promo tem uma cena que mostra a Regina e o Robin ao fundo, creio que eles vão se encontrar em breve \o/

      obrigada por comentar! :)

      Excluir
  2. Cansei! A leitura me passou como num livro de ficção com começo, meio e fim em aberto. Completamente instigador, esse epi de março vai me matar do coração bem antes de eu o assistir. Me arrepio, choro, quero nem comentar. Ótima review!! #hibernandotillmarch

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o fandom inteiro de OUAT compartilha esse status!

      Excluir
  3. Excelente review!!!! Como sobreviveremos até março????? Preciso ter notícias de Rumple!!!! E a ansiedade pra ver Elphaba????? Aaaahhhhhhhh!!!!!! hehehehe #hibernandotillmarchtoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obrigada! :) me faço a mesma pergunta! preciso de um tutorial, um manual de sobrevivência pra esse hiatus! muita ansiedade pela nova história e a nova vilã! *-*

      obrigadíssima pelo comentário! :*

      Excluir
  4. Tipo Rumple Nao pode morrer!!! acho que todos param de assistir se ele realmente morreu pra sempre!!! Quem vai resolver os promblemas??? Quem vai faser acordos??? nao pode morrer!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. também acho! eu particularmente não sou muito fã do personagem, mas tipo, metade do fandom é apaixonado por ele (e a outra metade pela Regina hahahaha) e muita gente vai largar a série se ele sumir mesmo! sem contar que ele é quem liga a maior parte das histórias, não tem plot sem Rumple! :T

      e obrigada por comentar! :)

      Excluir
  5. Acho que os produtores não são idiotas, apesar de terem cometido várias falhas ao longo do caminho. Idiota é este tipo de review, cheia de estrangeirismos escrotos, recorrendo ao inglês sempre, mesmo que haja termos equivalentes em nossa língua. E essa tendência lesbiana me irrita. O OUAT é marcado por heroínas valentes, relegando os personagens masculinos -- com exceção do Rumple -- a quase nenhum destaque. Torcer por um romance entre Regina e Emma é tão ridículo quanto desnecessário, algo que não cabe no contexto da história. A série não merece isso... Seria transformar OUAT no novo The L World...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois é né, opinião é que nem bunda, cada um tem a sua!

      Excluir
    2. Adorei a review!
      Tenho certeza que o Rumple não morre, afinal não tem uma história onde ele não esteja. Se trouxeram aquela fada ridicula, como não vão trazê-lo de volta?!
      Mal vejo a hora da Regina e o Robin Hood se encontrarem!
      Regina mega diva sempre!!

      Excluir
    3. fico muito feliz que tenha gostado *-*
      exatamente! não consigo visualizar OUAT sem o Rumple, é ele que liga praticamente todas as histórias da série, é a base de tudo! concordo plenamente, até a chata da Blue Fairy foi trazida de volta, se não trouxerem o Rumple ficarei indignada!
      EU TAMBÉM!!! se eu já estava com vontade antes, depois de ver o promocional e ver Regina e Robin na mesma cena fiquei mais ansiosa ainda! #OutlawQueen tá pertinho de acontecer! \o/
      Regina é a melhor, cada vez amo mais essa mulher! <3

      e muitíssimo obrigada pelo comentário, aprecio imensamente! :*

      Excluir
  6. Vou começar pela minha parte mais importante: meu Rumple! Adorei suas cenas e a parte "Quando o Rumple diz “ah, but I’m a villain. And villains don’t get happy endings” " ficou marcada em minha memória! Chorei? CLARO! Ao mesmo tempo em que pensei " calma, é só esse episódio. Em março, ele estará de volta." Quero pensar dessa forma PORQUE EU NÃO ADMITO QUE O RUMPLE MORRA E A DESGRAÇADA DA BLUE FAIRY TENHA RESSUSCITADO. ISSO SERIA IMPERDOÁVEL!

    Eu ri deamis da cena do Hook com a Tink e ,sério, só lembrei de ti. A probabilidade desses dois ficarem juntos no final agora é totalmente possível para mim.

    Maria Margarete? kkkkkk, também quero saber como o livro foi parar nas coisas dela!

    Super reparei nesta cena: "Regina desmaia, Emma se desespera gritando pela Queen e quando esta acorda, qual o primeiro nome que ela chama? Emma. Não Henry, Emma."

    Sabe, gostei de uma coisa nesses episódios. Foi bom ver que, apesar de todos terem suas diferenças, eles não se separaram. Ver que a Regina e a Emma estavam no mesmo espaço de forma civilizada foi bom, porque eu queria que um dia isso acontecesse e você sabe o quanto eu estou amando a Queen nesta temporada. Ela me conquistou em todas as suas cenas. Ah, obrigada por reconhecer que meu Rumple é uma peça muito importante para que a Regina seja quem ela é hoje!!!!

    Eu me emocionei bastante com as palavras do Henry para a Regina: “you’re not a villain. you’re my mom” Achei tãããããããããão lindo ele ter dito isso para ela. A Queen precisava e merecia ouvir isso!

    Então, sobre a parte que a Emma e o Henry esquecerem tudo o que se sucedeu depois que o menino bateu na porta dela em Boston e de começar uma nova vida, na qual, o Henry sempre esteve do lado da Emma foi um presente muito bonito da Queen. Achei tão interessante a cena do café da manhã dos dois até a parte em que o Hook apareceu! Poha, não vi praticamente nada da vida nova dos dois e o Hook já aparece para dar notícia ruim. Eu gostaria de ver mais dessa nova vida dos dois, mas acho que não vai ser possível porque parece que no próximo episódio ela já vai lembrar de tudo!

    Esse episódio terminou de um jeito muito fodástico mesmo! Esperaremos com angústia pelo que vem pela frente. Falta muito chão até março :/

    ótimo livro, dear. Rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. num é? que porra é essa? não quero viver em um mundo onde ressuscitam a maldita Blue Fairy e matam o Rumplestiltskin! posso não gostar de nenhum dos dois personagens, mas é muito óbvio qual dos dois é mais interessante! enfim, Rumple voltará sim!

      o problema de ter um cast tão lindo e perfeito e cheio de sex appeal como é o de OUAT é que vira um festival de ships, sabe? independente de quem se pegar ali, eu vou ficar muito feliz hahaha mas né, Hooked Fairy é outro nível *-*

      não respeito uma pessoa que, sendo zoada como a Snow já é, atende pelo fake nome de Mary Margaret minha gente, Regina sambou na cara dela ao amaldiçoar a moça com esse nome kkkkkkkkkkkkk

      pra vc ver o quanto cada personagem dessa série evoluiu individualmente! esse tipo de coisa a gente tem que reconhecer, pq está ali estapeando a gente na cara todo episódio! por isso é digno reconhecer a importância do Rumple a história, a evolução da relação entre as mamães do Henry, a evolução da própria Regina em termos de caráter e da relação dela com o filho (e sim, ela realmente precisava e merecia ouvir isso daquele moleque ingrato kk). foi lindo ver tudo isso se concretizando nesse episódio, ver a confirmação de que a labuta que foram as duas temporadas e meia que vimos até agora deram resultado! a coisa que mais odeio no mundo é uma série que passa anos e anos na mesma, sem ninguém evoluir! o mundo gira, minha gente, peguem o embalo hahahaha

      eu tbm queria ter visto mais da vida corriqueira de Emma e Henry, até pq parece que era tão legal! a Emma muito mais bonita e alegre, o Henry mais engraçadinho, e o apê deles era tão massa! mas acho justo que não tenha passado, pq se passasse eu ia querer ver tbm os 10 anos que a Regina criou o Henry sozinha aí a porra ia ficar séria hahahahahaha

      obrigada pelo comentário, fico feliz que tenha gostado da minha bíblia kkkkkk :*

      Excluir